A colocação pronominal pode parecer um mero detalhe caso você redija um e-mail ou boletim interno, mas erros dessa natureza podem separar um texto impecável de um mediano. Para não escorregar nos pronomes, fique atento às dicas abaixo.

  1. Não iniciar o período com pronome átono: se o verbo abre a frase, deve ser obrigatoriamente utilizada a ênclise (pronome depois do verbo). Ex: Fale-me toda a história
  2. Palavras atrativas: com a próclise, o pronome deixa o verbo para trás. Mas para isso, ele deve ser atraído pelas seguintes palavras:
  • Com sentido negativo: não, nunca, jamais, ninguém, nada, nenhum, nem etc. Ex: Não devemos nos preocupar com os resultados econômicos do ano.
  • Advérbios (sem vírgula): aqui, ali, só, também, bem, mal, hoje, amanhã, ontem, já, nunca, jamais, apenas, tão, talvez etc. Ex: Ontem nos deparamos com um grave problema; Nunca poderia me esquecer do empenho da equipe nesse projeto.
  • Pronomes indefinidos: todo, tudo, alguém, ninguém, algum etc. Ex: Todas as turbulências podem se transformar em oportunidades.
  • Pronomes ou advérbios interrogativos (o uso destas palavras no início da oração interrogativa atrai o pronome para antes do verbo): O que? Quem? Por que? Quando? Onde? Como? Quanto? Ex: Como devemos nos precaver contra a crise; Quanto já se investiu nessa empresa?
  • Pronomes relativos: que, o qual, quem, cujo, onde, quanto, quando, como. Ex: Havia três projetos que se tornaram estratégicos em função do novo momento.
  • Conjunções subordinativas: que, uma vez que, já que, embora, ainda que, desde que, posto que, caso, contanto que, conforme, quando, depois que, sempre que, para que, a fim de que, à proporção que, à medida que etc. Exemplo: À medida que nos recuperarmos do mau momento.
  • Em + gerúndio: deve-se usar o pronome entre “em” e o gerúndio. Exemplo: Em se tratando de resultados de vendas, nossa empresa apresenta índices superlativos.
  1. Mesóclise: esse recurso só pode ser utilizado quando o verbo estiver conjugado no futuro do presente ou do pretérito. Mas quer saber? Esqueça. Termos como “tornar-me-ei” só deixarão o texto rebuscado e a mensagem, nada objetiva.

Link relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu